Tudo que você precisa saber sobre o carnaval de BH

A cidade de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, também é conhecida como a capital dos bares. São cerca de 9.500 botecos, o que dá uma média de 28 bares por metro quadrado. Um povo tão sociável e apreciador da curtição não poderia ficar de fora da maior festa popular do Brasil: o Carnaval.

Mas não era exatamente isso o que acontecia há alguns anos, já que nos dias de folia a cidade ficava abandonada e, para quem não viajava, não havia muitas opções de diversão.

Felizmente, esse cenário mudou bastante nos últimos cinco anos. Com movimentos populares que revitalizaram os blocos de rua, além dos investimentos crescentes da Prefeitura, o Carnaval de BH ganha mais força a cada ano. Em 2017, mais de 3 milhões de pessoas pularam com 363 blocos durante os cinco dias da festa.

Para 2018 são esperados mais de 3,6 milhões de foliões! A estrutura já está quase pronta — com nove palcos oficiais para receber os artistas —, as escolas de samba estão acertando os últimos detalhes e os blocos de rua já estão fazendo os seus aquecimentos.

Você vai passar o Carnaval em Belo Horizonte? Então confira os principais blocos da cidade para ir atrás e se divertir muito!

Então Brilha!

Um dos mais tradicionais de Belo Horizonte, o “Então Brilha!” é famoso por seus foliões vestidos de rosa e muito brilho — suas marcas registradas.

O bloco foi criado por um grupo de amigos que, em 2010, curtiu o Carnaval do Rio de Janeiro com roupas brilhantes e uma estrela do Super Mário Bros na testa. No ano seguinte, eles já organizaram o bloco em BH e, desde então, fazem o mesmo percurso repletos de purpurina.

O cortejo do Então Brilha! costuma passar pelo Hipercentro e terminar na Praça da Estação — ou melhor, na Praia da Estação: a praça se transforma em uma grande praia, com muita água e pessoas com trajes de banho.

Me Bebe que Eu Sou Cervejeiro

O bloco foi criado recentemente, em 2015, por amigos que não aceitavam o fato de só encontrarem cerveja latão na folia de BH. Por isso, o Me Bebe que Eu Sou Cervejeiro é perfeito para os amantes de uma boa cerveja e já teve até apresentação da primeira cerveja artesanal criada para o Carnaval da cidade.

Para conseguir acompanhar o bloco mais cheio de lúpulo da capital, é só seguir para a Savassi, na Rua Antônio de Albuquerque.

Baianas Ozadas

Criado em 2013, o maior bloco carnavalesco de Belo Horizonte levou para as ruas em 2017 nada menos que 500 mil foliões! A estrutura do bloco é completa e conta com trio elétrico e até uma ala infantil, com as baianinhas e os baianinhos.

Se você vai atrás desse bloco, fique sabendo que a marca registrada do Baianas Ozadas são a roupa branca e o turbante na cabeça — e a animação é item obrigatório.

O desfile começa na Praça da Liberdade e a multidão aparece em peso na Avenida Afonso Pena, próximo ao Palácio das Artes, e segue pelo Centro da cidade até a dispersão, na Praça da Estação.

Para 2018, a organização promete uma bela homenagem aos 40 anos de carreira do músico Carlinhos Brown, com o tema Pinte no CarnaBrown.

Unidos do Samba Queixinho

O bloco é conhecido por trazer pessoas com caveiras pintadas no rosto para lembrar que somos todos iguais. Uma mensagem muito bonita para uma turma que faz uma bela folia!

O Unidos do Samba Queixinho traz um repertório de puro samba que é tocado por cerca de 60 instrumentistas de primeira qualidade e que costuma receber convidados especiais, como o Monobloco — original do Rio de Janeiro.

Em 2018, o grupo retorna o seu desfile para a Praça da Liberdade e a região da Savassi, e terá um boneco do Giramundo (um famoso grupo de teatro de bonecos) como “madrinho de bateria” — mais uma prova de que o bloco defende a arte e a união dos grupos culturais de BH.

Aflitos do Anchieta

Esse bloco caricato da região Sul de Belo Horizonte merece atenção não apenas pela qualidade da batucada, mas também pela história.

O Aflitos do Anchieta foi criado em 1965 por sete garotos que queriam participar dos desfiles dos adultos, mas não podiam por conta de sua pouca idade.

O bloco foi campeão do Carnaval nos anos de 1983 e 1984, além de conquistar vários segundos e terceiros lugares, o título de melhor bateria de Bloco Caricato e, por cinco vezes, o Tamborim de Ouro.

Não precisa de mais motivos para se vestir de azul, branco e vermelho e sair para a rua atrás dessa folia, não é verdade?

Todo mundo cabe no mundo

Esse é, sem dúvida, o bloco de rua mais democrático de BH! Para o Todo mundo cabe no mundo, não importa idade, sexo, posição religiosa ou política e, claro, se o folião tem alguma necessidade especial.

Criado em 2015, a concentração do bloco é na Rua Piauí, no bairro Santa Efigênia, e já ali é possível ver a linda diversidade de pessoas que se unem com o mesmo objetivo: se divertir e ser feliz!

Bloco da Esquina

Esse bloco desfila por uma das regiões mais boêmias de Belo Horizonte, o Santa Tereza. Portanto, se você não é da cidade, vale a pena comparecer para se divertir com os foliões e conhecer o bairro — que também terá a presença de outros blocos de rua.

O trajeto do Bloco da Esquina começa, desde 2013, na esquina das Ruas Paraisópolis com Divinópolis, onde foi criado o Clube da Esquina — famoso grupo mineiro de MPB formado por Lô Borges, Fernando Brant, Toninho Horta, Milton Nascimento, Flávio Venturini e outros grandes nomes.

O repertório do bloco nem precisa ser dito. Como é de se esperar, é inspirado nessa boa música popular brasileira.

Ufa! Haja fôlego para acompanhar o Carnaval de BH e esses são apenas alguns dos blocos de rua e blocos caricatos que vão animar a folia na cidade. Além deles, você ainda pode curtir os desfiles das escolas de samba e as programações especiais que vão acontecer por todos os bairros, com shows de grandes artistas e muita festa.

Agora que você já sabe como aproveitar esse Carnaval incrível, aproveite para conhecer mais a bela capital mineira através deste post com 6 curiosidades surpreendentes sobre Belo Horizonte.

Deixe um comentário

Share This