Semana Santa em Minas Gerais: conheça a tradição local do feriado religioso

  • Home
  • Curiosidades
  • Semana Santa em Minas Gerais: conheça a tradição local do feriado religioso

A Semana Santa em Minas Gerais conta com manifestações que unem as curiosidades da cultura com o exercício da espiritualidade. Diversos municípios do Estado organizam eventos com a intenção de preservar antigas tradições religiosas e artísticas do povo mineiro.

Na tradição católica, trata-se da época mais importante para o culto da fé — justamente por esse motivo, ela também pode ser conhecida como Semana Maior. É um período dedicado à lembrança da paixão, da morte e da ressurreição de Cristo.

A seguir, selecionamos as principais ocasiões que ocorrem durante essa temporada. Também mostramos algumas indicações de cidades para que você possa vivenciar a Semana Santa em Minas Gerais.

Quais são as principais comemorações da Semana Santa em Minas Gerais?

A Semana Santa tem início no Domingo de Ramos, que trata de recordar a entrada de Jesus em Jerusalém; o período continua na Sexta-feira da Paixão, quando é retratada a sua morte. O final da celebração acontece no Domingo de Páscoa, com a ressurreição de Cristo. Conheça mais detalhes de cada uma dessas datas.

Domingo de Ramos

Marcando o início da semana de celebrações, o primeiro Domingo faz referência à chegada de Cristo a Jerusalém. Segundo a Bíblia, Ele estava montado em um jumento, para simbolizar sua humildade. No momento da sua entrada, o povo, com ramos de palmeira e oliveira em mãos, comemorava por crer que ali estava o filho de Deus.

Nos dias atuais, a manifestação acontece com uma procissão na qual os fiéis carregam ramos das mesmas plantas e vão até uma Igreja a encontro de Jesus, com a intenção de mostrar que todos são peregrinos caminhando para a vida eterna na casa do Pai.

Quinta-feira Santa

A Quinta-feira Santa é um dia para recordação da Santa Ceia, famosa por ter sido a última refeição com a reunião de Cristo e todos os 12 discípulos. Na mesma noite, ele lavou os pés de cada um, como símbolo de que todo cristão precisa visar servir ao próximo, sem esperar algo em troca. Essa seria uma maneira de garantir a autêntica felicidade.

Nas celebrações, hoje em dia, os padres cumprem com a cerimônia do Lava Pés, geralmente com as pessoas que estão dando suporte na ocasião. Dessa forma, é possível representar o serviço ao próximo, além de ser uma maneira de agradecer aos que ali estão.

Sexta-feira da Paixão

Também conhecida como Sexta-feira Santa, esse é o dia em que é lembrada a morte de Jesus Cristo. Segundo a tradição cristã, a sua morte aconteceu em uma sexta-feira e a sua ressurreição no domingo seguinte.

Nesse dia, acontecem diversas manifestações religiosas. Geralmente, os fiéis cumprem com a orientação da Igreja Católica de fazer alguma penitência: são muito comuns o jejum ou o ato de não comer carne.

Além da realização de procissões, são bastante populares as encenações, que representam uma maneira de recontar a história e o trajeto que Cristo percorreu carregando a cruz até a sua morte. Inclusive, a adoração à cruz é uma forma que os católicos usam para demonstrar a gratidão e respeito à Jesus.

Sábado Santo

Conhecido como dia da Vigília Pascal, o Sábado Santo antecede o Domingo de Páscoa. É quando ocorre uma celebração de véspera/vigília como sempre nos dias anteriores a todas as grandes solenidades da Igreja Católica.

O encontro sempre acontece a noite, e até as luzes da Igreja são apagadas. É uma cerimônia repleta de ações simbólicas. Uma delas, a benção do fogo, acontece quando se acende uma grande vela (símbolo católico denominado Círio Pascal), que recebe, para os fiéis, o fogo novo. Nessa ocasião, é comum que todos os presentes tenham velas em mãos e que a chama, depois de acesa, seja repassada entre todos.

É nesse mesmo dia que acontece a montagem dos famosos e extensos tapetes de serragem, que contam a história de Cristo e representam um símbolo da crença cristã. Eles são feitos no sábado para as celebrações que acontecem no dia seguinte.

Domingo de Páscoa

Considerado o dia mais importante da Igreja Católica, o Domingo de Páscoa trata da Ressurreição, que é o maior mistério da fé cristã. Com a ressurreição, três dias após a sua morte, Jesus deixou, como maior ensinamento, que, na vida, tudo renasce para quem acredita.

Dessa forma, essa é uma data, e parte de uma época, marcada pela esperança na vida eterna. Por esse motivo, a páscoa é associada a ovos, que simbolizam o nascimento, e a coelhos, que retratam a fertilidade (pela facilidade desse animal para a reprodução). A alegria da vida (ou da ressurreição, nesse caso) é expressa nas cores usadas para pintar os ovos.

Uma significativa expressão cultural e religiosa da Semana Santa em Minas Gerais é a tradição de, utilizando serragem tingida, fazer desenhos no chão durante toda extensão do percurso da procissão do domingo. É comum que o trajeto termine em uma Igreja para que possa ser dada a benção final da semana de celebrações.

Onde passar a Semana Santa em Minas Gerais?

São muitas as cidades mineiras que abrigam o costume tradicional das celebrações católicas, em especial, a Semana Santa. Na capital Belo Horizonte, por exemplo, ela acontece em diversas paróquias simultaneamente.

Cidades históricas também são muito visitadas nesse período, não só por fiéis, mas também por turistas interessados no conhecimento e apreço da cultura local. Sem contar que a beleza e a simbologia da eventualidade, somada à riqueza de detalhes das construções antigas, são pontos positivos dessa experiência.

Belo Horizonte

Na capital mineira, a Semana Santa traz fiéis de cidades vizinhas para a tão solene ocasião. Dessa forma, a cidade fica ainda mais atrativa. Além de abrigar grandes teatros, circuitos de exposições e tradições culinárias, durante essa época, é possível conhecer um pouco da cultura religiosa do catolicismo presente na cidade.

Nesse período, várias paróquias cumprem com os passos da semana, sendo possível acompanhar toda a cerimônia. Porém, uma conhecida ocasião é, no Domingo de Páscoa, a procissão que tem início na Igreja de Boa Viagem, passando pela Avenida Afonso Pena, com o fim na Igreja São José. O caminho conta com a beleza dos tapetes de serragem guiando os fiéis.

Ouro Preto

Imagine conhecer os detalhes das celebrações em uma das mais importantes cidades históricas do estado, a riqueza da sua arquitetura, da tradição cristã e da participação dos residentes na ocasião. Isso tudo a menos de 100km de Belo Horizonte.

Além do culto à fé, em Ouro Preto, o costume de enfeitar as ruas para a procissão do domingo vai além da montagem dos tapetes: as fachadas dos casarões também são enfeitadas, deixando a cidade ainda mais bela.

A Semana Santa em Minas Gerais é a época ideal de viver a tradição em um Estado tão acolhedor. É fácil encontrar lugares em que a fé é celebrada pela população local, que se responsabiliza em oferecer uma festa bonita e inesquecível.

Também ficou com vontade de conhecer mais sobre as tradições culturais das cidades mineiras? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais! Quem sabe você não reúne um grupo de amigos para comparecer à Semana Santa em Minas Gerais?

Deixe um comentário

Share This