O que são Cidades Inteligentes e onde elas estão localizadas?

cidades inteligentes

Você já ouviu algo sobre o conceito de Cidades Inteligentes? Cidades Inteligentes ou Smart Cities, em inglês, são definidas como aquelas que utilizam a tecnologia para promover o bem-estar de seus habitantes e estimular, de forma simultânea, o crescimento econômico e o desenvolvimento sustentável.

Esse conceito está cada vez mais presente no dia a dia das pessoas. Por isso, preparamos esse artigo para te ajudar a entender o que são as Cidades Inteligentes. Vamos lá?!

O que são Cidades Inteligentes e onde elas estão localizadas?

O conceito de Smart City está baseado em quatro segmentos: Arquitetura, Meio Ambiente, Inclusão Social e Tecnologia. Logo, ao contrário do que muita gente pensa, esse desenvolvimento não se resume apenas à área tecnológica. Ele abrange diversos setores, como planejamento urbano, coleta de lixo, controle dos índices de poluição do ar, geração de energia, habitação social, moradia, entre outros.

Atualmente, existem 165 cidades inteligentes no mundo. Songdo, na Coreia do Sul, é um dos melhores exemplos, pois foi planejada com base em soluções de sustentabilidade e tecnologia. 

Nos prédios de Songdo, todos os apartamentos contam com o sistema pneumático, que faz com que o lixo produzido seja enviado diretamente para uma central de coleta e serve para abastecer incineradores que geram energia para toda a cidade. Além disso, contam com monitoração dos alarmes de incêndio e da geração de energia, o que diminui os custos com manutenção.

Barcelona, na Espanha, também faz um ótimo trabalho de gestão de resíduos. Escotilhas instaladas por toda a cidade fazem o recolhimento do lixo de hora em hora, durante toda a semana. O material viaja a 70 km por hora em uma canaleta colocada a cinco metros da superfície. No centro de coleta, é feita a separação entre orgânico — usado para a geração de energia — e reciclável.

Quais são as cidades inteligentes brasileiras?

O Brasil conta com algumas cidades no ranking IESE Cities in Motion, da Business School da Universidade de Navarra, na Espanha. Campinas, localizada no estado de São Paulo, ocupa a primeira posição do país. A cidade se destacou no ranking por ser referência em polo universitário, tecnológico e de inovação, além de ter uma região industrial com grande apelo logístico e de distribuição.

A cidade de São Paulo aparece em segundo lugar, devido as suas opções de mobilidade e acessibilidade. Atualmente, a capital tem 2.82km de cobertura de transporte público e 3.87km de ciclovia. Além dela, outras capitais brasileiras presentes na lista são: Curitiba, Brasília, Florianópolis, Vitória, Campo Grande, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

Como funciona o ranking Connected Smart Cities?

O ranking da CSC (Connected Smart Cities) não busca gerar uma competição entre as cidades, mas sim reforçar o conceito de que as Cidades Inteligentes são uma necessidade para nossa sobrevivência no futuro.

De acordo com o estudo The World Population Prospects: The 2017 Revision, até 2030, a população mundial deve chegar a 8,6 bilhões de habitantes. Logo, para que não haja esgotamento de recursos, é importante pensar, discutir e implantar medidas para tornar as cidades melhores.

E na sua cidade, quais ações estão sendo feitas para que ela se torne uma Cidade Inteligente? Conta para a gente nos comentários e compartilhe o artigo com seus amigos. Até mais!

Tags:
Deixe um comentário
Share This