5 erros que devem ser evitados em viagens corporativas

  • Home
  • Viagens
  • 5 erros que devem ser evitados em viagens corporativas
viagens corporativas

Sua empresa trabalha com viagens corporativas? Então, é comum que nem tudo saia como o esperado, certo? Afinal, muitas vezes, a falta de planejamento ou falhas na comunicação podem causar diversos imprevistos.

Neste post, separamos os 5 erros mais usuais que podem comprometer uma viagem corporativa. Além disso, também destacamos as melhores alternativas para evitar que essas falhas aconteçam. Confira!

1. Não planejar as viagens corporativas com antecedência

Certamente, você programa os roteiros empresariais, mas nem sempre isso é feito com a antecedência esperada. Sendo assim, para evitar dores de cabeça, separe um tempo hábil para criar o plano de viagem: com deslocamento, alimentação, hospedagem e agenda de eventos.

Além disso, lembre-se de repassar essas informações com clareza e transparência aos participantes da viagem. Dessa forma, é possível minimizar qualquer falha no cronograma ou na comunicação.

2. Não ter uma política de viagens corporativas definida

Um erro muito comum é não ter uma política de viagens bem divulgada. Trata-se de um documento essencial para definir os direitos e deveres do colaborador em eventos externos. Por isso, é importante ter sempre uma ata com um resumo do código de conduta em viagens.

Mas para evitar esse problema, não basta formular regras. O mais importante é que os funcionários tenham acesso fácil ao que será ou não reembolsado nas viagens, qual horário de expediente cumprir nessas ocasiões, quais gastos são particulares etc.

3. Oferecer um orçamento muito flexível

Durante a elaboração da política de despesas é interessante definir o que pode ser considerado gastos em serviços ou não. Além disso, mantenha sempre um orçamento com base na rotina durante esses dias, contando com um valor básico para imprevistos.

Para tanto, prepare uma lista com os destinos mais visitados, os eventos corporativos, transporte no local, preço das passagens aéreas, custo da diária média em um hotel da região etc. Isso ajudará a estabelecer um teto realista das possíveis despesas.

4. Desconsiderar que toda viagem corporativa envolve riscos

Ainda que seja uma viagem mais curta ou simples, o colaborador está exposto a riscos durante esse deslocamento. Então, é fundamental ter um plano de ações e respostas voltado à prevenção.

Assim, é importante ter um gestor responsável pela administração de situações inesperadas no trajeto. Além disso, o seguro viagem também é indispensável, pois é uma garantia para o colaborador e também para a empresa.

5. Não pesquisar os costumes locais

Aqui temos um detalhe crucial durante viagens internacionais ou para lugares com uma cultura distinta. Afinal, o funcionário está representando a marca, por isso, deve ter uma postura profissional, sempre atento ao código de conduta da empresa.

Para não gerar empecilhos, basta seguir dois passos simples: o primeiro é pesquisar sobre os hábitos locais e o que é considerado deselegante. Já o próximo passo é divulgar sempre a cultura da empresa no ambiente de trabalho.

Quando você se prepara com antecedência há mais chances de ter os melhores resultados. Por isso, estipule um prazo e já se programe para que esses erros nunca aconteçam em suas viagens corporativas.

Uma boa forma de começar o seu planejamento é escolhendo o hotel para a hospedagem. Então, saiba que a Royal Hotéis tem unidades em Belo Horizonte e São Paulo, ideais para suas viagens a trabalho.

Tags:
Deixe um comentário
Share This